sexta-feira, 28 de maio de 2010

TRECHOS DE VIANA 19

CAPELA DAS MALHEIRAS

Frontaria da Capela das Malheiras

Na lápide situada no lado esquerdo da entrada principal da capela, virada a sul,pode ler-se que este solar urbano da primeira metade do Século XVIII é de estilo barroco.
Este local onde os Malheiro Reimão edificaram este palácio, era denominado nessa época a Praça das Couves.
Foi seu fundador D. Frei António do Desterro Malheiro Reimão, bispo do Rio de Janeiro, que dedicou a capela a S. Francisco de Paula.
A capela é constituída por um só altar em talha rococó, repetindo no exterior, esculpidas em granito, as algas, líquenes e concheados, que estão talhadas em madeira no interior.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

TRECHOS DE VIANA18

A cercadura amuralhada que circundava a vila medieval de Viana tinha quatro portas situadas em cada ponto cardeal, a do Norte ou de S. Tiago por onde se saía em direcção a Compostela, a do Sul ou de S. Crispim, virada para o rio, a da Ribeira ou de S.João, virada a poente, e a de S. Pedro ou da Piedade virada a nascente, era a mais importante por dar para a igreja paroquial (a igreja das Almas) e o cemitério.

Também foi chamada Porta das Atafonas por nas proximidades existirem moinhos desse tipo (de tracção animal).

domingo, 9 de maio de 2010

UM DIA PELA VIDA

Apesar da chuva que fustigou o jardim marginal nesta tarde de sábado de Maio, as gentes de Viana do Castelo que estiveram associadas ao movimento solidário e altruísta  "UM DIA PELA VIDA", festejaram os trabalhos e eventos que os diversos grupos realizaram ao longo de meses, com a realização de um evento em que participaram todos os grupos.


Pela manhã houve a concentração de todos na Praça da República dirigindo-se para o jardim marginal onde durante a manhã, tarde e noite, num palco situado no extremo nascente desfilaram vários artistas e grupos que aderiram à causa de "UM DIA PELA VIDA". 


Foi o culminar de muito trabalho e dedicação, como se pode verificar pelo tapete colorido que emoldurava as copas das árvores da rua central do jardim. A par deste acontecimento várias tendas de artefactos, confeccionados pelos participantes, a que não podiam faltar as de "comes e bebes", dispunham-se de um lado e do outro da rua central, para vender os produtos cujo valor revertia a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro, como aliás o produto de todos os eventos realizados ao longo de meses.
A finalizar, o acendimento de luminárias, fechou de forma sublime e majestosa esta festa em prol da vida.

sábado, 1 de maio de 2010

TRECHOS DE VIANA 16

Estátua de Viana colocada no Jardim Marginal, ao fundo da Rua da "A Aurora do Lima", Vendo-se ao cimo da rua a Capela das Malheiras e no topo do Monte de Santa Luzia o templo monumento ao Sagrado Coração de Jesus, réplica do Sacré Couer de Paris, concluído no princípio do Século passado. 

Descrição pormenorizada da Estátua de Viana